10 Maneiras de melhorar seus hábitos de estudo

Muitos alunos trabalham duro para adquirir boas habilidades de estudo, mas mesmo assim não percebem que ter o lugar certo para estudar é tão importante quanto. Seu ambiente de estudo pode ser um grande fator para o sucesso com que aprende e retém informações para poder aplicá-las em suas avaliações e no trabalho. 

Em uma universidade online, você geralmente tem muito mais controle sobre seu ambiente de estudo, o que pode ser bom ou ruim. Pois, podem precisar prestar mais atenção ao ambiente de estudo, para garantir que estão aprendendo tudo o que precisam.

Essa é uma contribuição em conjunto de quem muito estudou para fazer Medicina do Trabalho e Engenharia Ambiental para trabalhar com Energia Solar.

Aqui estão 10 maneiras de melhorar seus hábitos de estudo e como tornar sua rotina  mais propícia à aprendizagem.

1. Música

Muitos de nós ouvimos música enquanto lemos, escrevemos e pesquisamos. Mas a música ajuda ou prejudica o estudo? A resposta depende do indivíduo. No entanto, a pesquisa mostrou que estudar com fones de ouvido tende a diminuir a memória e a retenção de informações, enquanto a música de fundo pode ser um auxílio ao estudo.

A solução: Musica de fundo, especialmente música familiar que você já ouviu muitas vezes antes, é muito mais fácil de “desligar” do que outros ruídos ambientais, como pessoas falando ou trabalhos de construção. 

Ouvir música que não seja muito barulhenta ou perturbadora pode ajudar a abafar outros ruídos ambientais mais perturbadores e criar associações que realmente ajudem você a se lembrar melhor do que está estudando. 

2. Ruído de fundo e estudo

Muitos estudantes, especialmente aqueles que são facilmente distraídos ou que têm dificuldade em manter sua atenção concentrada, perceberão que não é preciso muito barulho para tirá-los de suas leituras e de seus arredores. 

E não se trata apenas de volume – o ruído do preparo de um alimento pode fornecer distrações, como também uma torneira pingando intermitentemente, pode deixá-lo louco e fazer com que tenha que reler a mesma frase quatro ou cinco vezes. 

Para estudantes de universidades ou que fazem cursos online, a maior parte do tempo de estudo acontece em casa, não necessariamente em bibliotecas da faculdade. Isso pode ser um problema quando se trata de manter o foco em seus estudos.

A solução: Primeiro, conheça-se. Você consegue entrar na zona de estudo melhor em silêncio, ou você é um estudante que prospera em meio a ruído de fundo? Tente algumas configurações e preste atenção em como cada sessão de estudo acontece. 

3. Estudar próximo a cozinha

O problema de estudar próximo a esse cômodo está na distração, como exemplo, levantar para pegar uma fruta, sentir o aroma de alguém preparando uma receita, e vamos combinar, né? Quando sentimos fome é difícil nos concentrarmos em algo até beliscar um alimento, mesmo que seja só um lanchinho.

A solução: Dê horários fixos para suas refeições, evite fazer lanches fora de hora e deixe sempre uma garrafa de água e uma fruta ou porção de bolachas sobre a mesa. Assim, não precisa se levantar ou se distrair na cozinha, roubando o tempo de estudo.

4. Iluminação de estudo de qualidade.

É quase impossível manter o foco em seus estudos enquanto esforçar os olhos para ler com pouca iluminação, ou apertar os olhos e ficar com dor de cabeça sob luzes artificiais. Iluminação adequada é uma obrigação para o sucesso do estudo. 

Isso pode parecer bobo para você, mas pense nisso. Quão irritante é uma lâmpada que continua ligada e desligada, e quão frustrante é quando não consegue ler porque alguém está bloqueando sua luz? Esses pequenos elementos somam e ajudam implicam no desempenho.

A solução: Preste atenção especial à iluminação quando você se senta para estudar. A luz está adequada agora e é provável que continue assim? É apenas uma hora até o pôr do sol? Talvez este não seja o melhor momento para estudar na varanda dos fundos, mesmo que a iluminação esteja bem agora. 

É dito que as lâmpadas fluorescentes de espectro total protegidas, ajudam a deixar o ambiente mais calmo, mais estável e menos distraído. 

5. Clima e conforto.

Por um curto período de tempo, você pode ficar focado em lugares quentes ou úmidos, mas depois de um tempo, essas circunstâncias podem se tornar insuportáveis. 

Da mesma forma, se você está com muito frio, isso rapidamente se torna tudo o que você pode pensar, e não conseguir se concentrar. 

A solução: Quando você poder controlar seu ambiente – tem acesso a um termostato, por exemplo – defina a temperatura para um nível confortável e constante. Mas, se tiver que estudar em uma biblioteca ou local público onde não possa controlar a temperatura, tente usar uma roupa leve e confortável, além da garrafa de água gelada à mão.

6. Distraindo-se enquanto estuda.

Facebook, email, telefone inteligente, TV e outros. Não é preciso muito para tirar o foco do estudo, especialmente quando você está estudando algo que acha chato ou difícil. 

É difícil o bastante sentar-se e planejar estudar, mas é ainda mais difícil continuar estudando quando preferiria estar fazendo outra coisa.

A solução: Mais uma vez, conhecer a si mesmo é crucial. Você é um verificador de email compulsivo? Se vê navegando no Instagram ou checando os tweets sem sequer pensar nisso, mesmo que tenha acabado de checá-los há três minutos? Remova as distrações. Desligue o telefone e guarde-o na bolsa ou na gaveta da cômoda. Saia do Facebook. 

Limpe sua mesa para que apenas os suprimentos de estudo necessários estejam ao alcance. E talvez o mais importante, programe o tempo para intervalos. Se você der 10 minutos de tempo no Facebook para cada tarefa importante que terminar, capítulo que leu ou outro marco razoável, não ficará tentado a parar no meio da frase e verificar seu feed de notícias.

7. Ficando muito confortável.

Sentado em sua cama de pijama, enquanto está logado em seu curso de estudo pode ser uma vantagem única, mas se você não for cuidadoso, poderá acordar de um cochilo não planejado. 

É claro que o inverso também é verdadeiro – se a cadeira em que você está sentado for dura, com encosto reto e simplesmente desconfortável, você se contorceu muito mais do que aprendeu.

A solução: Esteja ciente de como você está se sentindo. Se está um pouco sonolento, evite aquela poltrona estofada e opte pela mesa do seu escritório. Encontre um local confortável, mas não muito confortável, e torne-o o melhor local de estudo. Dê um passeio por poucos minutos para reforçar sua energia.

8. Batendo o relógio.

Ao estudar, o relógio pode ser seu melhor amigo ou seu pior inimigo. Manter um olho no tempo pode lhe dar uma sensação de urgência e lembrá-lo de que você ainda tem uma hora de estudo para aproveitar ao máximo. Ou pode ser aquela coisa que você continua olhando, imaginando: “Foram apenas 15 minutos?” ou pensando: “Meu programa de TV favorito começa em apenas seis horas!”

A solução: Use o relógio para sua vantagem. Definir metas relacionadas ao tempo: Antes de iniciar uma tarefa ou atribuição, anote o horário que você planeja concluir. 

Permita que ele coloque um pouco de pressão – apenas um pouco – em você, mantendo-o na tarefa porque realmente quer alcançar esse objetivo. Com o tempo, pode até aumentar um pouco seus objetivos, como o de passar por um capítulo em 50 minutos hoje, em vez de sua meta anterior de uma hora. Não exagere, mas use o relógio para continuar avançando.

9. Estudar com outras pessoas.

Grupos de estudo podem ser úteis – ou frustrantes. A criação de uma sessão de estudo com colegas de turma pode acabar sendo produtiva ou, às vezes, pode ser pouco mais que uma sessão de bate-papo. Você também pode se encontrar em casa, quando um colega de quarto ou criança quer um pouco da sua atenção. Essas outras pessoas podem causar estragos em seu tempo de estudo cuidadosamente planejado.

A solução: Se você gosta de estudar em grupos, vá preparado. Mostre os seus objetivos no estudo, como a elaboração de perguntas, discutir o tema, etc. 

Evite perder tempo com bate-papo ou sem uma direção clara para o seu grupo de estudo. Enquanto isso, se você estudar em um ambiente com família, colegas de trabalho ou estranhos, faça com que eles saibam que você está estudando e não pode ser incomodado. 

10. Melhorar os espaços de estudo.

Até mesmo o arranjo físico da mobília e o layout de uma sala podem afetar sua capacidade de estudar. Em uma sala apertada e lotada, você pode se sentir restrito e preso – talvez até um pouco claustrofóbico – e definitivamente não relaxado e pronto para aprender. 

Se é difícil para você obter os recursos de que precisa – sua calculadora está em uma mesa desordenada do outro lado de um sofá grande demais para a sala – pode ficar frustrado ou optar por ficar sem recursos que melhoram muito sua eficácia. .

A solução: Reserve algum tempo para criar um espaço de trabalho limpo, organizado e organizado para o estudo e, em seguida, esforce-se para mantê-lo dessa maneira. 

Deixe sua família ou companheiros de quarto saberem que sua mesa é sua e que a desordem não pertence a ela. Se o espaço é limitado e você estuda em uma sala onde também faz outras tarefas, termine e limpe completamente de antes de deixá-la para trás e iniciar os estudos. Lembre-se de que um ambiente de aprendizagem desordenado atravessa a mente.

Dizer para si mesmo “Eu quero melhorar meus hábitos de estudo” é o primeiro passo do tempo de estudo proposital e intencional.